Como funciona?

thumb image

Como FLORescer?

Juntar-se à nossa comunidade é fácil. Leva apenas alguns minutos para te inscreveres e podes começar a interagir imediatamente, oferecendo os teus talentos e produtos. Depois de te registares decides qual é o valor das tuas ofertas e adicionas uma imagem/ descrição dessas mesmas.

Como valorizar a tua oferta?

O princípio básico de troca é que uma hora vale 10 FLORes. No entanto, trabalhar com ferramentas caras ou mão de obra altamente qualificada poderá ser mais valorizada. Se não tens a certeza do que oferecer ou como valorizá-lo, podes verificar as ofertas de outras pessoas para te inspirares.

Como cobrir os custos?

Também é possível juntares euros ao cálculo de produtos ou serviços que impliquem custos em euros. Por exemplo: ao oferecer um bolo de chocolate ou uma viagem de táxi podes adicionar ingredientes ou gasolina em €.
É sempre uma questão de prévio acordo mútuo entre os dois que fazem a troca.

Qual é a relação com o dinheiro?

Preferimos não fazer comparações com o dinheiro. As flores são unidades de troca e são simplesmente números (sem valor fora do nosso sistema), registados na plataforma do CES onde cada utilizador tem a sua conta pessoal.

Como manter o equilíbrio?

Quando recebo serviços ou bens de um membro da comunidade, a minha conta é debitada (-) no valor acordado de Flores. E vice-versa, sou creditado (+) quando estou no outro do lado da troca.
Para garantir um certo equilíbrio, estamos limitados ao máximo +400 e -400 Flores. Desta forma, serás lembrado de receber também quando estiveres principalmente a dar e vice-versa. Não precisas esperar que alguém compre ou use um serviço teu para começar a trocar, também podes começar por receber.

Como apoiar o grupo que administra a plataforma?

No momento da criação da tua conta são debitados 20 Flores que serão utilizadas para retribuir a equipa dedicada e responsável pelas Flores do Barlavento. Desta forma, evitamos os típicos esgotamentos que organizações sem fins lucrativos tendem a sofrer.